FAQs

Advantix® é um medicamento para aplicação externa em unção puntiforme (spot-on) que protege os cães contra pulgas, carraças, flebótomos, mosquitos, moscas picadoras e piolhos. Como recomendação geral, Advantix® deve ser aplicado no seu cão a cada 4 semanas. No entanto, deve sempre consultar o seu Médico Veterinário.

Advantix® proporciona uma proteção repelente e inseticida: impede carraças, mosquitos, flebótomos e moscas picadoras de se fixarem ou picarem o seu cão. Além disso, pulgas, carraças e piolhos são rapidamente eliminados ao entrar em contacto com a pele ou o pelo, não sendo necessário que piquem. A prevenção da picada é importante, uma vez que estes parasitas podem transmitir agentes de doenças potencialmente perigosas para o seu cão. Advantix® reduz o risco da transmissão de doenças (CVBDs).

Cães com 10 kg ou menos de peso:

Mantendo o cão em pé, afastar o pelo entre as omoplatas até a pele ser visível. Colocar o bico da pipeta sobre a pele e apertar a pipeta várias vezes com firmeza, de modo a esvaziar o conteúdo diretamente na pele.

Como aplico cao

 

Cães com mais de 10 kg de peso:

O cão deve ser mantido de pé para uma mais fácil aplicação. O conteúdo total da pipeta do advantix® deve ser aplicado de forma uniforme em 4 pontos sobre a linha média das costas, partindo das omoplatas para a base da cauda. Em cada ponto afastar o pelo do animal até a pele ser visível. Colocar o bico da pipeta sobre a pele e espremer suavemente de forma a vazar uma porção do conteúdo diretamente na pele. Não aplicar uma quantidade de solução excessiva em qualquer destes pontos, uma vez que parte da solução pode escorrer pelo dorso do animal.

Como aplico cao 2

 

 

Sim, Advantix® pode ser utilizado em cachorros a partir das 7 semanas de idade e mais de 1,5 kg de peso.

Advantix® está disponível em quatro dosagens para cães de diferentes tamanhos.

 quatro dosagens para cães

  • Para cães com peso > 40 kg deve aplicar-se a combinação adequada de pipetas.
  • Para informações mais detalhadas, incluindo instruções de aplicação, por favor ler o folheto informativo que se encontra no interior da embalagem.

Advantix® mantém a eficácia se o animal for molhado. Contudo, deve ser evitada a exposição intensa e prolongada à água. Nos casos de exposição frequente à água a duração da eficácia pode ser diminuída. Nestes casos, não repetir o tratamento mais do que uma vez por semana. Quando for necessário lavar o cão com champô, recomenda-se a lavagem antes da aplicação do Advantix® ou então pelo menos duas semanas depois da aplicação, de modo a otimizar a eficácia do Advantix® .

Não. Devido à fisiologia particular do gato, que é incapaz de metabolizar certos compostos incluindo a permetrina, Advantix® é extremamente tóxico para os gatos podendo mesmo causar a morte. De modo a prevenir a exposição acidental ao medicamento veterinário, manter os cães afastados dos gatos após o tratamento até que o local de aplicação esteja seco. É importante assegurar que os gatos não lambam o local de aplicação de um cão tratado. Se isto acontecer, consultar imediatamente o médico veterinário assistente.

Sim. Os gatos podem interagir com cães que tenham sido tratados com Advantix® desde que o local de aplicação esteja seco. Em habitações com cães e gatos, recomenda-se tratar os cães ao final do dia e separá-los dos gatos durante a noite. É importante assegurar que os gatos não lambam o local de aplicação de um cão tratado recentemente. A interação normal pode ser retomada quando o local de aplicação estiver seco.

As picadas de pulgas, carraças, flebótomos e mosquitos podem ser irritantes e dolorosas para o seu cão. Além disso, podem transmitir alguns agentes de doenças perigosas, conhecidas como Doenças Caninas Transmitidas por Vetores (CVBDs), com implicações graves para a saúde do seu cão, podendo algumas ser transmitidas também ao Homem.

As doenças que os parasitas podem transmitir aos cães incluem a borreliose/Doença de Lyme (transmitida por carraças), leishmaniose (transmitida por flebótomos), erliquiose (transmitida por carraças) e bartonelose canina (transmitida por pulgas).

As CVBDs são transmitidas de um animal para outro através de um portador ou ‘vetor’ – neste caso um parasita. As CVBDs que afetam os cães são transmitidas por pulgas, carraças, flebótomos, mosquitos e outros parasitas que se alimentam do seu sangue por picada. Algumas CVBDs podem ser extremamente perigosas para o seu cão.

A ação repele-e-elimina do Advantix®reduz o risco da transmissão de doenças. Impede carraças, mosquitos, flebótomos e moscas picadoras de se fixarem ou picarem o seu cão. Além disso, as pulgas, carraças e piolhos são eliminados rapidamente ao entrar em contacto com a pele ou o pelo, não sendo necessário que piquem para serem eliminados. É possível ocorrer a fixação de uma carraça ou uma picada isolada por flebótomos ou mosquitos. Assim, se as condições forem desfavoráveis uma transmissão de doenças infeciosas por estes parasitas não pode ser completamente excluída.

Advantix® proporciona uma proteção repelente e inseticida: impede carraças, mosquitos, flebótomos e moscas de estábulo de se fixarem ou picarem o seu cão. Além disso, as pulgas, carraças e piolhos são eliminados rapidamente ao entrar em contacto com a pele ou o pelo, não sendo necessário que piquem para serem eliminados. Se os parasitas não se fixam nem picam, não podem transmitir os agentes patogénicos causadores de CVBDs.