Como prevenir?

É importante evitar que os flebótomos piquem os cães. Reduzindo ao mínimo o nº de picadas, diminui-se ao máximo o risco de contrair a doença.

 

A incidência das picadas dá-se em particular ao anoitecer, momento de maior atividade dos flebótomos e ocorre sobretudo nos meses de Primavera, Verão e Outono. Assim, se durante esse período “proteger” os seus cães (ex: canil com rede mosquiteira apropriada, ou seja, malha muito fina), estará a diminuir a possibilidade de serem picados.

 

Apesar de existirem vacinas para esta doença, recomendamos a prevenção através da aplicação nos cães de medicamentos antiparasitários com efeito repelente comprovado contra flebótomos. Embora não se possa assegurar 100% de proteção, consegue-se reduzir o risco de contrair a doença. Para tal é fundamental seguir “à risca” as recomendações dos intervalos de aplicação.

 

Tenha atenção quando viajar com o seu cão. Se pretender deslocar-se para zonas endémicas de leishmaniose deverá antecipadamente proteger os seus animais.